Pedofilia

Pedófilo que abordava crianças em porta de escola e fez mais de 10 vítimas é indiciado

No local, consumava atos libidinosos com as vítimas.

22/05/2019 20h17Atualizado há 4 meses
Por: Expresso Notícia
Fonte: BHAZ
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Foi encerrado, nessa terça-feira (21), o inquérito instaurado pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) para apurar abusos sexuais de crianças, ocorridos ao longo dos anos de 2017 e 2018 em Itabira, Minas Gerais. Investigações comprovam que o autor teria praticado atos libidinosos e assediado sexualmente, por meio da internet, diversos meninos de 9 e 13 anos.

Maximiliano Passos Cruz, de 23 anos, foi indiciado por estupro de vulnerável, tendo como vítimas sete meninos, e por assédio sexual por meio da internet, tendo como vítimas dois meninos, com as mesmas idades.

De acordo com as apurações, algumas vezes com a ajuda de uma adolescente de 15 anos, o suspeito ficava em frente a escolas do bairro Gabiroba e convencia crianças a irem até a casa dele, prometendo-lhes quantia em dinheiro, doces, biscoitos, aparelhos telefônicos e a utilização de aparelho de videogame. No local, consumava atos libidinosos com as vítimas.

Em outra prática bastante utilizada pelo investigado, foram solicitadas a algumas crianças, através da rede social Facebook, fotos dos seus órgãos genitais. Diante dos fortes indícios colhidos ao longo das investigações, a PCMG representou pela prisão temporária do suspeito, que foi cumprida no dia 28 de março deste ano.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.