Expresso FM
MG

Aluno de 11 anos surta e esfaqueia colega em escola municipal de MG

A menina ficou ferida e precisou ser socorrida.

22/05/2019 09h26Atualizado há 4 semanas
Por: Expresso Notícia
Fonte: BHAZ
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Um estudante de 11 anos esfaqueou uma colega de turma na manhã desta terça-feira (21), em uma escola no bairro Primeiro de Maio, na região Norte da capital. Uma menina ficou ferida e precisou ser socorrida por uma unidade do Sistema de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O caso ocorreu na Escola Municipal Josefina Souza Lima. De acordo com a Polícia Militar, o garoto que aparenta ter problemas mentais levou três facas para escola escondidas na mochila. Ele teria atacado três crianças, contudo, conseguiu acertar apenas uma menina, as outras foram agredidas por ele.

A vítima, que também tem 11 anos, sofreu um ferimento na costela e foi socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento Norte, onde foi atendida. Ele sofreu um ferimento superficial e já encontra-se em casa, sem nenhum risco.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (Smed), o aluno tem um quadro de transtorno e já é acompanhado pelo Centro de Referência em Saúde Mental Infantil (Cersami) há dois meses. Durante a semana ele comparece ao centro três vezes e duas vezes na escola. Ele também toma remédios de controle.

Segundo a gerente do clima escolar da Smed, Letícia de Melo Honório, área da secretaria que trabalha convivência escolar, o menino teve um descontrole. “Ele não apresentou nenhuma alteração de comportamento ao longo do dia, foi uma fatalidade”, afirma.

Letícia ressalta que o garoto é aluno da escola desde o início do ano. E que, além disso, o caso não está relacionado a bullying ou qualquer outro tipo de relação do garoto com os outros alunos, apenas um quadro mental.

Agora, a escola dará acompanhamento psicológico aos alunos envolvidos e responsáveis. “Amanhã faremos um acolhimento com a comunidade escolar, buscando um diálogo. Vamos Conversas com as famílias, os alunos da sala de aula. As aulas serão mantidas, não foi uma fato normal e, acreditamos que as tratativa se darão pelo diálogo”, diz.

Quanto a segurança na escola, a gerente afirmou que a unidade conta com a presença da Guarda Civil Municipal. “A escola tem segurança, o que houve é uma fato isolado que já foi controlado e, agora, será acompanhado”, conclui.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.