Asilo do terror

Idosos sofreram crimes sexuais e morreram por maus-tratos na Grande BH

18 pessoas morreram por maus-tratos e foi constatado crime sexual contra outros dois internos.

02/10/2019 14h56
Por: Expresso Notícia
Fonte: BHAZ
Foto: Divulgação PC
Foto: Divulgação PC

A Polícia Civil de Minas Gerais divulgou, nessa terça-feira (1º), o inquérito que apurava a tortura sofrida por idosos em um asilo em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com a corporação, 18 pessoas morreram por maus-tratos e foi constatado crime sexual contra outros dois internos.

A apuração dos crimes começou em julho, quando foram presas, em flagrante, a proprietária do asilo e a filha dela. As mulheres foram acusadas de torturar os internos, que na maioria das vezes eram pessoas acamadas e com dificuldade de locomoção.

Segundo a corporação, as investigações duraram 60 dias e mais de 50 pessoas foram ouvidas. Laudos médicos, arrecadação de provas e perícias foram realizadas para revelar o que ocorria na casa de repouso.

A investigação chegou ao número de 76 vítimas, 18 delas morreram por maus-tratos.

Desde que o caso veio à tona, outras três pessoas foram presas, uma delas, um cuidador das vítimas.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.