Sete Lagoas

Colega de trabalho é preso após estuprar rapaz com deficiência

O autor do abuso teria aproveitado o momento em que a vítima ficou em casa sozinha praticar o ato.

02/10/2019 11h27
Por: Expresso Notícia
Fonte: BHAZ
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Um homem de 28 anos foi preso na noite dessa segunda-feira (30) suspeito de estuprar um jovem de 22 que tem deficiência mental. O caso ocorreu em Sete Lagoas, na região metropolitana da capital. O autor do abuso teria aproveitado o momento em que a vítima ficou em casa sozinha praticar o ato.

O estupro teria ocorrido na residência da vítima, no bairro Luxemburgo II. A mãe do rapaz contou aos policiais que deixou o filho em casa por ter precisado vir a Belo Horizonte. Quando voltou da capital, ela percebeu mensagens de cunho sexual no celular do jovem.

Segundo o registro policial, o suspeito de 28 anos teria pedido fotos do rapaz pelado e o endereço da casa dele. Ele também teria perguntado ao jovem se ele estava sozinho na residência.

Com as informações, o autor teria ido até o local e consumado o ato. Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, antes de ir embora, o suspeito teria pediu ao jovem para manter segredo já que ele, o autor, tem um namorado.

O rapaz foi levado ao Hospital da Unimed, em Sete Lagoas, onde exames constataram os abusos. A vítima contou aos militares que o suspeito do crime é seu colega de trabalho e os dois se conhecem há aproximadamente um mês.

O jovem disse ainda que o homem pedia fotos dele com frequência e que sempre o questionava sobre sua orientação sexual.

Com as informações e endereço da empresa onde os dois trabalham, a Polícia Militar foi até o local e conseguiu identificar o suspeito do crime. Ele confirmou que manteve relações com o jovem, mas disse que houve consentimento.

O homem recebeu voz de prisão por estupro de vulnerável e foi levado para a Delegacia de Plantão da Polícia Civil de Sete Lagoas. Os celulares da vítima e do suspeito foram apreendidos e o caso será investigado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.