EUA

Bombeiro descobre morte da filha ao atender acidente

Homem estava em equipe direcionada para local de acidente. Quando chegou ao endereço, deparou-se com a filha entre as vítimas.

10/09/2019 20h46Atualizado há 4 dias
Por: Expresso Notícia
Fonte: BHAZ
 Reprodução/Facebook + Divulgação/Tao News
Reprodução/Facebook + Divulgação/Tao News

O grave acidente que matou a cantora de country Kylie Rae Harris, na última semana, voltou a ser assunto em jornais e revistas de todo o país por conta de uma triste coincidência: um bombeiro chamado para atender a ocorrência descobriu, já no local, que a outra vítima fatal da colisão era a filha dele. A adolescente Maria Elena Cruz tinha apenas 16 anos.

De acordo com a imprensa local, o acidente que matou a jovem e a cantora ocorreu na cidade de Taos, no Novo México. Kylie estava em um carro que atingiu a traseira de outro veículo e que, na sequência, também bateu no automóvel dirigido por Maria. Nenhuma das duas resistiu depois da colisão. A morte das duas gerou comoção, mas principalmente para a mais nova.

Maria Elena é filha do subchefe do Corpo de Bombeiros de San Cristoban, Pedro Cruz. O socorrista fazia parte da equipe que foi enviada para atender à ocorrência, mas não sabia que a adolescente estava entre as vítimas.

O Taos News informa que há indícios de que Kylie estava dirigindo em velocidade acima do permitido. Agora, as autoridades esperam por resultados de exames toxicológicos para determinar se ela havia feito uso de álcool ou de alguma outra substância proibida.

O xerife do Condado de Taos, Jerry Hogrefe, disse que tudo indica que a cantora tenha sido a responsável pelo acidente. “Neste momento, diria com muita certeza que a senhorita (Maria Elena) Cruz foi uma vítima inocente desse acidente sem sentido causado pela senhora Harris”, disse.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.