França

Vizinhos reclamam de sons emitidos por galo, e justiça defende o animal

Caso foi na França: vizinhos processaram dona de animal por incômodo

06/09/2019 15h00Atualizado há 1 semana
Por: Expresso Notícia
Fonte: O Tempo
Foto: XAVIER LEOTY / AFP
Foto: XAVIER LEOTY / AFP

Mineiro que é mineiro já acordou com o cacarejar do galo. Mas o despertador mais famoso do mundo animal, facilmente encontrado até mesmo nas vizinhanças da nossa região do Alto Paranaíba, passou um perrengue danado e foi parar na Justiça. 

Corinne Fesseau, dona do galo Maurice, foi processada pelos vizinhos na França. Um juiz teve que autorizar a cantoria do animal depois que um casal reclamou que a ave o acordava muito cedo.

Para Corinne, “o campo tem direito a seus ruídos. O galo tem o direito de cantar”, declarou, após a decisão da Justiça.

Lei em Minas

Segundo o advogado Arthur Diniz, sócio do escritório Diniz e Fonseca, o proprietário de um animal, seja ele qual for, pode ser advertido pela polícia por causa do barulho causado pelo bicho. Se o problema continuar, o dono pode ser processado por perturbação do sossego e até ser preso. Não existe na lei um nível de barulho aceitável: quem decide isso é o juiz.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.