Expresso FM
Uberaba

Duas pessoas morrem após perseguição policial na BR-050, em Uberaba

Duas pessoas morreram e outras duas ficaram feridas durante uma perseguição policial registrada na noite dessa segunda-feira.

30/07/2019 16h00Atualizado há 3 semanas
Por: Expresso Notícia
Fonte: JM Online
Foto: Polícia Rodoviária/Divulgação
Foto: Polícia Rodoviária/Divulgação

Duas pessoas morreram e outras duas ficaram feridas durante uma perseguição policial registrada na noite dessa segunda-feira (29) no Km 166 da BR-050, em Uberaba. Três suspeitos de praticar assaltos na região e que estavam sendo perseguidos pela Polícia Rodoviária Federal se envolveram em um acidente e ainda trocaram tiros com a polícia. Segundo informações um criminoso morreu no Hospital de Clínicas da UFTM.

Um carro de escolta, que estava na pista durante a perseguição, foi atingido pelo veículo conduzido pelos criminosos. Um dos ocupantes foi atropelado ao tentar sair do carro, recebeu os primeiros socorros, mas não resistiu e morreu.

De acordo com informações por volta das 20h40, na cidade de Uberlândia, a Polícia Rodoviária Federal solicitou apoio da Polícia Militar para realização de cerco a um veículo Palio Weekend, de cor preta, ocupado por três homens. O carro tinha placas de Coronel Fabriciano, possuía queixa de roubo e já havia sido identificado em outras três ocorrências nos últimos dias. Imediatamente os policiais iniciaram rastreamentos e observaram quando o veículo tomou como rumo a cidade de Uberaba. Fugindo em alta velocidade pela BR-050, os suspeitos colocaram risco a vida de outras pessoas que transitavam pelo trecho.

Quando se aproximavam de Uberaba, homens da Polícia Rodoviária Federal, da Polícia Militar e da Polícia Militar Rodoviária foram informados sobre a fuga, sendo solicitado cerco e bloqueio ainda na BR-050, uma vez que o carro estaria próximo do posto da PRF localizado nas imediações do Distrito Industrial II.

Imediatamente os policiais militares se posicionaram próximo à base para auxiliar os veículos que transitavam na pista, que foram solicitados a permanecerem no acostamento. Contudo, o condutor de um veículo de empresa de escolta armada, que seguia no sentido Uberaba/Uberlândia, parece não ter compreendido e, ao tentar manobrar na pista, acabou sendo atingido pelos criminosos em fuga. Quando as viaturas se posicionavam na tentativa de interceptar os acusados, o condutor do Palio em fuga acelerou contra o bloqueio, e atingiu em cheio o veículo da escolta armada. No momento da colisão, dois funcionários da empresa estavam no carro, porém o passageiro desembarcava do veículo, onde buscaria abrigo no posto da PRF do outro lado da pista. Porém, infelizmente, o mesmo foi atingido pelo veículo dos acusados, sendo arremessado e arrastado por cerca de 25 metros do local do impacto.

O carro dos suspeitos invadiu área de vegetação e, de dentro dele, três homens armados iniciaram troca de tiros com os policiais que estavam no cerco. Dois acusados foram atingidos e, após serem baleados, se renderam.

Um deles sofreu um tiro entre o abdômen e o tórax, e seu estado de saúde era considerado gravíssimo; ele acabou falecendo no hospital. Já o segundo foi baleado nos membros inferiores, e também foi socorrido por equipe de resgate. O homem que conduzia o carro não foi baleado, porém sofreu vários ferimentos com a colisão, e também precisou de atendimento médico urgente.

O caso clínico mais grave foi o do segurança que tentava deixar o carro da escolta armada. Segundo informações apuradas pela reportagem, ele sofreu traumatismo craniano grave, trauma de tórax e abdômen, além de fraturas nos membros superiores e inferiores. O mesmo precisou ser entubado dentro da Unidade de Suporte Avançado do Samu e encaminhado para o Hospital de Clínicas da UFTM. Mesmo com todas as manobras na tentativa de salvar sua vida, o segurança acabou não resistindo aos ferimentos.

Dentro do carro os policiais encontraram uma escopeta calibre 12, um revólver, munição, toucas ninja, luvas, coletes balísticos e rádios amadores. Dois dos três elementos seriam moradores de Uberaba, mas até o momento a Polícia Militar e a PRF não haviam confirmado os nomes.

Várias viaturas da Concessionária MGO, Corpo de Bombeiros e Samu trabalharam no resgate às vítimas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.