Expresso FM
Crueldade

Trio mata, ateia fogo e arranca coração de idosa dando para cachorro comer

Segundo a corporação, o trio arrancou o coração e a mama esquerda da idosa e deu para um cachorro pequeno da vítima comer.

02/07/2019 11h19
Por: Expresso Notícia
Fonte: TV Minas
Foto: Divulgação PC
Foto: Divulgação PC

A Polícia Civil prendeu um jovem de 19 anos e aprendeu um casal de menores, uma garota de 14, e um adolescente, de 15, suspeitos de matar, mutilar e atear fogo ao corpo da idosa Thelma Mendonça de Carvalho, de 64 anos, em Aparecida de Goiânia, Região Metropolitana da capital. Segundo a corporação, o trio arrancou o coração e a mama esquerda da idosa e deu para um cachorro pequeno da vítima comer.

Ainda de acordo com a polícia, o maior negou participação do crime. Porém, os menores confessaram o homicídio e explicaram a função de cada um. Eles, que não foram apresentados e não tiveram a identidade revelada, ainda não têm advogados.

O delegado Eduardo Rodovalho, responsável pelo caso, disse que a idosa foi assassinada na tarde de terça-feira (25), depois que os suspeitos invadiram a casa da mulher, no Setor Moinho dos Ventos, para praticar um assalto. Porém, acabaram cometendo também o assassinato.

“Segundo o relato deles, eles entraram, amarraram a vítima e colocaram uma mordaça. Ela foi colocada no banheiro, conseguiu cuspir a mordaça e começou a clamar por socorro. Nesse momento, eles a esfaquearam e cortaram seus pulsos”, disse.

Rodovalho pontuou que minutos depois, após a vítima agonizar por algum tempo, eles cobriram Thelma com um cobertor embebido com álcool e atearam fogo. O trio também abriu um pequeno buraco e a enterraram parcialmente no banheiro. Em seguida, deixaram o local levando apenas o celular.

Coração para cachorro

No dia seguinte, ainda segundo o delegado, o trio voltou para casa e mutilou a idosa, arrancando partes de seu corpo.

“Pelo que nós apuramos, eles voltaram e frequentaram a residência com o corpo da vítima no local. Segundo também apuramos, o maior teria decepado a mama esquerda da vítima, arrancado o coração e dado para um cachorro da idosa se alimentar. Após isso, eles lavaram o animal, que ficou sujo de sangue”, explica.

O delegado disse que todos os suspeitos estavam sob efeito de drogas. No mesmo dia, eles levaram uma televisão 55 polegadas e a geladeira da vítima, além de um edredom. Esse pertences, além do celular de Thelma, das facas e um galão - ainda com pouca quantidade de álcool -- foram apreendidos pela polícia.

O corpo foi encontrado na madrugada de quinta-feira (27). Vizinhos estranharam o constante latido dos cachorros e acionaram parentes da idosa. A filha dela foi até o local e encontrou o corpo.

Existe a suspeita de que a vítima tenha sido estuprada, uma vez que foi encontrada com a calcinha na altura dos tornozelos, mas a polícia disse que somente a perícia poderá constatar essa questão.

Deitado no edredom

Na manhã do mesmo dia, a polícia conseguiu localizar o jovem na casa dele, no Setor Central. De acordo com o delegado, ele estava usando a geladeira da idosa, assistindo à televisão dela e ainda deitado no edredom roubado da vítima. Apesar de negar os crimes, deu versões divergentes quando questionado.

Ele próprio indicou o paradeiro do casal de menores, que confessaram os crimes. Segundo eles, a garota, de 14 anos, por ter participado do crime, ficou com o celular da idosa. Já o namorado dela ganhou também um aparelho de telefone e dois pares de tênis.

A polícia afirmou que a menor conhecia a vítima. No momento em que estava sendo esfaqueada, ela pediu por socorro chamando a adolescente, que a ignorou, disse a polícia.

O maior, que já tinha passagem por furto e receptação, vai responder por latrocínio, que é o roubo com resultado morte, além de tortura. Já o casal responderá pelos atos infracionais análogos a estes crimes.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.