Expresso FM
Tristeza

Pai e filha morrem afogados tentando chegar aos EUA; foto chocou o mundo

Foto que mostra os corpos de pai e filha no Rio Bravo, do lado mexicano da fronteira entre México e Estados Unidos, chocou o mundo

27/06/2019 16h52Atualizado há 3 semanas
Por: Expresso Notícia
Fonte: Agência AFP
Pai e filha afogados ((AFP/AFP)
Pai e filha afogados ((AFP/AFP)

Um homem de El Salvador e uma criança de quase dois anos, pai e filha, morreram afogados ao atravessar o Rio Bravo na altura da cidade de Matamoros, que fica no estado de Tamaulipas, no México, tentando chegar aos Estados Unidos.

Os corpos foram encontrados na manhã da última segunda-feira, mas o incidente se deu no domingo, 23. Uma foto do pai e da filha foi registrada pela jornalista Julia Le Duc e comoveu o mundo por destacar por destacar o drama das pessoas que deixam seus países de origem na tentativa de fugir da violência e da pobreza e em busca de uma vida melhor em outro lugar.

A história por trás da foto

De acordo com a jornalista, que relatou o momento em que fez a foto ao jornal britânico The Guardian, a mãe da criança, Vanessa, de 21 anos, relatou que a família procurou os serviços americanos na fronteira na esperança de solicitar asilo nos Estados Unidos. Por ser final de semana, o escritório estava fechado.

Ao deixar o local e se deparar com o rio, seu marido, Óscar Martínez Ramírez, de 25 anos e ex-cozinheiro em El Salvador, teria dito: “Vamos atravessar aqui”. Ele então colocou a filha, Valéria, por dentro de sua camisa para tentar atravessar o rio. Conseguiram.

A mãe também tentou atravessar o rio, antes do incidente com Oscar e Valéria e acompanhada por um amigo da família, mas eles desistiram e retornaram ao lado mexicano.

Óscar então deixou a menina já do lado americano e voltava para buscar a esposa. Ao olhar para trás, a pequena havia retornado à água. Ele tentou salvá-la, em vão, e os dois se afogaram diante do olhar de Vanessa.

A família estava em Tapachula, no estado mexicano de Chiapas, desde a semana passada. No México, no entanto, viviam há cerca de dois meses. No último domingo, decidiram seguir para os Estados Unidos.

Dados da Organização Internacional de Migração (OIM), referentes ao mês de maio de 2019, revelaram que mais de 40 pessoas morreram tentando atravessar o Rio Bravo.

Nas Américas, o número de fatalidades entre migrantes é de 408. Globalmente, há 244 milhões de migrantes, o equivalente a 3,3% da população mundial. O número de deslocados à força, contudo, superou neste ano a marca de 70 milhões depessoas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.